Carregando

A cor pode afetar como nós tomamos as nossas medicações?

Publicado em: 09/06/2021 Autor/fonte: Extralab
A cor pode afetar como nós tomamos as nossas medicações?

Dizem que não se deve julgar um livro pela capa, mas e os medicamentos? A cor e aparência de uma pílula fazem ela ser mais ou menos aceita pelas pessoas? Na verdade, sim. Em um estudo conduzido em 2014, foi determinado que a forma e a cor de um comprimido influenciam como as pessoas acreditam que na sua eficácia. Também mostrou a aceitação dos participantes em tomar o medicamento.

Essa pesquisa começou após uma observação alarmante que mostrou que os pacientes deixavam de tomar sua medicação quando esta era trocada por comprimidos genéricos. Para entender o que acontece, pesquisas foram realizadas na China e Estados Unidos.

Pediram para que pacientes avaliassem o amargor, facilidade de ingestão e efetividade de ação de remédios para dor de cabeça em função de imagens de comprimidos com formatos e cores diferentes.

O resultado na categoria formado foi direto e objetivo, a maioria das pessoas avaliou o comprimido em formato de diamante como sendo o mais difícil de se engolir. Mas quando os participantes foram questionados com relação à cor dos comprimidos a resposta foi bem surpreendente.

Os participantes americanos informaram que comprimidos azuis claros provavelmente seriam os menos amargos e a maioria sentiu que comprimidos vermelhos e vermelhos claros eram provavelmente os mais mentalmente estimulantes. Quando perguntados sobre qual cor de comprimido deveria ser utilizada para o tratamento de dores de cabeça a branca foi melhor posicionada e a verde teve a pior avaliação.

Um acompanhamento internacional desse estudo entre Estados Unidos, China e Colômbia, forneceu mais informações sobre como os efeitos da cor de comprimidos afetam os hábitos. Os comprimidos brancos foram novamente eleitos como os melhores para o tratamento de dor de cabeça, mas os Chineses em especial, apontaram que os comprimidos vermelhos e azuis eram mais difíceis de se engolir comparados a todas as outras cores.

A indústria farmacêutica depende desse tipo de dado por uma razão crucial, obediência do paciente. Medicações já são algo que a maioria dos pacientes luta em tomar; se a aparência e formado dos comprimidos não for atraente para a sua ingestão, as pessoas terão menor chance de seguir a prescrição da medicação. Em função disso, a habilidade de se assegurar a consistência da cor de medicamentos tem se tornado essencial para a manutenção ou aumento da obediência da terapia. Ferramentas de medição de cor como o Espectrofotômetro CM-5 da Konica Minolta, oferecem precisão e consistência em soluções de medição de cor a qualquer momento.

 

Para maiores informações sobre como os Espectrofotômetros da Konica Minolta podem fazer toda a diferença na sua empresa ou instituição, entre em contato com os engenheiros da Extralab Brasil por e-mail:contato@extralab.com.br ou telefone: (11) 4524 2414.

Fonte: http://sensing.konicaminolta.com.br/learning-center/blog/

Últimos Posts
Posts Anteriores
  • Outubro / 2021 - 2 posts
  • Setembro / 2021 - 2 posts
  • Agosto / 2021 - 4 posts
  • Julho / 2021 - 3 posts
  • Junho / 2021 - 6 posts
  • Maio / 2021 - 4 posts
  • Abril / 2021 - 7 posts
  • Março / 2021 - 8 posts
  • Fevereiro / 2021 - 8 posts
  • Janeiro / 2021 - 8 posts
  • Dezembro / 2020 - 2 posts
  • Setembro / 2020 - 10 posts
  • Agosto / 2020 - 42 posts
  • Maio / 2020 - 5 posts
  • Abril / 2020 - 1 post
  • Março / 2020 - 3 posts

Contatos

contato@extralab.com.br

(11) 4524 2414

 

Horário

Segunda a Sexta

Das 09h00 às 17h00

Endereço

Rua Benjamin Constant, 501

Edifício Office Center

Itatiba - SP