Carregando

Como Medir a Cor de Pastas usando o CR-410 da Konica Minolta

Publicado em: 05/02/2021 Autor/fonte: Extralab
Como Medir a Cor de Pastas usando o CR-410 da Konica Minolta

Os Estados Unidos abrigam o maior mercado de massas do mundo. De acordo com a Associação Nacional de Pastas, os americanos consomem 2,7 milhões de toneladas de pastas por ano, sendo que o americano médio consome quase 9 quilos de pasta anualmente. Assim como em qualquer grande setor alimentício, é importante que os produtores de pastas garantem que seu produto tenha uma cor que transmita sabor, frescor e qualidade aos olhos do consumidor.

A medição da cor da pasta pode ocorrer em dois estágios, na farinha e o produto final. Em ambos os casos, a cor pode ser medida com um instrumento como “O colorímetro CR-410”. O valor da cor é fornecido no formato L*a*b*, onde o valor de b* é o indicador de amarelecimento em uma amostra. Quanto maior o valor de b* mais a amostra fica amarela.
 

 Um método para medir a cor da farinha de sêmola.

A farinha de semolina possui textura granulada e grossa obtida a partir do trigo duro e usada para fazer pasta entre outros produtos.  A farinha de semolina contém vários grãos de cor diferentes.  Para a obtenção de dados estáveis de cor é necessária a utilização de um instrumento com abertura de medição grande capaz de capturar uma média da diversidade de cores presentes nesse tipo de amostra.

Com uma área de medição considerável, 50mm, o CR-410 pode cobrir uma grande área da amostra. Para estabilizar os resultados de medição é importante manter a consistência na preparação da amostra. Isso significa usar o mesmo recipiente, mesmo tamanho e compressão da amostra em todas as medições.


Como Medir a Farinha de Semolina

O Acessório para granulados CR-A50 é indicado na medição de amostras de farinha e é usado da seguinte maneira:

  1. Coloque uma porção de semolina no interior do acessório da KM nivelando a quantidade de material com o topo do anel de retenção.

  2. Pressione a farinha de maneira uniforme

  3. Insira a tampa na base alinhando seus indicadores com as ranhuras do colar.

  4. Insira o cabeçote do CR-410 de forma que ele assente na superfície.

  5. Finalmente aperte a Tecla “Measure”

Ao terminar você deve ter leituras similares às que seguem:



Color Sapbe

Medição do produto final.

Outra maneira de medir a cor é na pasta final produzida. Por exemplo, ao medir o espaguete, a amostra precisa encher seu recipiente. A superfície precisa ser plana e cuidadosamente preparada para que o instrumento possa se fixar à amostra sem quaisquer lacunas para eliminar a instabilidade no posicionamento. Recomendamos a realização de múltiplas medições para a obtenção de valores médios e resultados estáveis.

Ao verificar a cor da pasta em várias etapas da produção os resíduos podem ser reduzidos e a qualidade mantida.

Com a alta demanda por pastas, a medição da cor pode ajudar a economizar quilos de masta por ano, o que significa não apenas cumprir cotas, mas também maximizar cada dólar gasto em custos com materiais.

 

Para maiores informações sobre como os Espectrofotômetros da Konica Minolta podem fazer toda a diferença na sua empresa ou instituição, entre em contato com os engenheiros da Extralab Brasil por e-mail:contato@extralab.com.br ou telefone: (11) 4524 2414.

Fonte: http://sensing.konicaminolta.com.br/learning-center/blog/

Últimos Posts
Posts Anteriores
  • Abril / 2021 - 5 posts
  • Março / 2021 - 8 posts
  • Fevereiro / 2021 - 8 posts
  • Janeiro / 2021 - 8 posts
  • Dezembro / 2020 - 2 posts
  • Setembro / 2020 - 10 posts
  • Agosto / 2020 - 42 posts
  • Maio / 2020 - 5 posts
  • Abril / 2020 - 1 post
  • Março / 2020 - 3 posts

Contatos

contato@extralab.com.br

(11) 4524 2414

 

Horário

Segunda a Sexta

Das 09h00 às 17h00

Endereço

Rua Benjamin Constant, 501

Edifício Office Center

Itatiba - SP